HQ - Quadrinhos

X-Men: 10 coisas dos quadrinhos que os fãs preferiam esquecer

Com milhares de edições lançadas ao longo de mais de 60 anos, os quadrinhos dos X-Men da Marvel Comics têm uma história rica e envolvente. Com uma trajetória tão longa, é fácil imaginar que a equipe tenha várias HQs que permanecerão eternamente na memória dos fãs. No entanto, nem todos os momentos dos nossos heróis foram brilhantes. E eu preparei uma lista de 10 momentos dos quadrinhos dos X-Men que alguns fãs preferem esquecer. Sim, estamos aqui para relembrar esses episódios que talvez não sejam os mais queridos, mas certamente são inesquecíveis!

X-Men (2)

Sempre bom lembrar que esta é apenas a minha opinião. É possível que você pense diferente, e eu curto ver discussões nos comentários! Ah, e não se esqueça: esta lista não é um ranking, os momentos não estão organizados do pior para o melhor, mas de forma aleatória belezura!?


1. A Paixão de Charles Xavier por Jean Grey

Charles Xavier Ama Jean

Jean Grey é uma dos cinco membros originais dos X-Men e uma das mutantes mais importantes da história dos quadrinhos. Sua relação paternal com o Professor X é especialmente tocante, mostrando a profundidade do vínculo que o telepata tem com seus alunos. No entanto, alguns diálogos dos quadrinhos às vezes diminuem um pouco dessa beleza.

Nas HQs iniciais, os fãs descobrem que o Professor X tinha sentimentos amorosos por sua aluna Jean Grey, uma adolescente. Jean também acaba descobrindo isso. Durante a saga Massacre, os sentimentos negativos de Xavier e Magneto se uniram, criando um ser ainda mais poderoso. Nessa saga, Jean Grey acessa a mente de Xavier e vê algo que jamais imaginou: Charles pensava nela como a mulher que amava, o que tornava impossível não se preocupar com ela. Jean entrou para os X-Men com apenas 15 anos, o que já é um tanto esquisito. A situação fica ainda mais complicada quando lembramos que Xavier a conheceu quando ela ainda era criança.


2. Cenas para +18 na frente da própria mãe

Anjo

Em Fabulosos X-Men #440, temos uma cena bastante chocante. Anjo estava muito preocupado por amar Escalpo e, ao mesmo tempo, com medo de levá-la em missões, pois se algo acontecesse com ela, ele se sentiria culpado, já que era o líder da equipe. Durante uma visita dos X-Men à casa da família de Paige, Anjo conversa com a mãe dela sobre suas preocupações. Escalpo ouve a conversa e fica revoltada com a covardia de Anjo, que não avançava no relacionamento deles por medo.

A mutante sai de casa e o Anjo vai atrás, eles acabam conversando e fazendo as pazes, enquanto os outro X-Men e a mãe da menina observam tudo. Assim, eles finalizam a briga e trocam um beijo apaixonado correto? Errado. Anjo leva Escalpo voando para o céu, e o casal começa a ter uma relação sexual enquanto voam na frente dos amigos e da própria mãe da jovem, que prefere sair de perto ultrajada com a cena enquanto Wolverine pega as roupas da dupla ainda no ar. Como se não bastasse, Paige era apenas uma adolescente quando isso aconteceu.


3. Xorn e o seu confuso retcon

X-Men - Xorn

Esse foi um retcon que bagunçou completamente a história de um personagem de forma bem confusa. Xorn, que apareceu na fase do Grant Morrison, conquistou os fãs, mas o roteirista tinha planos específicos que não agradaram muito à Marvel.

Xorn foi introduzido como um personagem chinês que usava uma máscara, cuja energia contida dentro dela poderia destruir o planeta se fosse liberada. Ele chegou à Mansão X, onde seus poderes curativos permitiram que o Professor X voltasse a andar. Xorn também se tornou um professor no Instituto Xavier, desempenhando um papel importante na escola. No entanto, ele eventualmente se revela como Magneto, que supostamente estava morto. Magneto havia elaborado um plano para se infiltrar no instituto e miná-lo de dentro para fora. Ao sair da mansão, ele conseguiu levar alguns de seus alunos como Acólitos.

Logo descobrimos que tudo relacionado a Xorn era uma farsa, inclusive a suposta cura de Xavier, que na verdade era controlada por nano robôs sob o comando do vilão. Em um confronto posterior com os X-Men, Magneto tenta usar suas últimas forças para matar Jean Grey por ódio, mas acaba sendo morto por Wolverine.

Parece que a história de Xorn não parou por aí. Originalmente planejada por Morrison, a reviravolta continuou a evoluir. O público se apegou ao personagem, e os editores da Marvel não queriam encerrar definitivamente Erik. Em X-Factor, foi revelado que o vilão aparentemente morto por Wolverine era, na verdade, Xorn fingindo ser Magneto. O mestre do magnetismo estava vivo, mas em outro lugar. Mais tarde, descobrimos que o Xorn que morreu na verdade tinha um irmão gêmeo chamado Shen Xorn.


4. O Retcon da Fênix Negra

X-Men - Fênix Negra

A Saga da Fênix Negra é indiscutivelmente uma das mais icônicas dos quadrinhos dos X-Men. Ela mostra Jean Grey, uma figura gentil e amada, gradualmente sendo seduzida pelo poder, cometendo atos terríveis, como destruir bilhões de vidas ao consumir uma estrela de um sistema solar. Todo o desenvolvimento da história culmina em um sacrifício doloroso, onde a morte de Jean Grey foi comparada à icônica morte de Gwen Stacy nos quadrinhos do Homem-Aranha.

No entanto, esse impacto é diminuído quando os quadrinhos revelam mais tarde que Jean Grey na verdade estava viva e que não foi ela quem cometeu esses atos devastadores.

Os quadrinhos revelam que a Força Fênix duplicou o corpo de Jean Grey, deixando a mutante original em um casulo submarino, enquanto a entidade assume sua forma com suas memórias e sentimentos. Esta “nova” Jean Grey é aceita como a verdadeira pelos outros personagens. A mutante original eventualmente retorna viva em X-Factor, o que leva Ciclope a abandonar Madelyne Pryor e seu filho Nathan para ficar ao lado de sua amada.

Esse acontecimento, em particular, é frequentemente citado como uma controversa mancha na história Scott e Jean, já que as ações de Summers na época foram vistas como contrárias ao que os fãs esperavam do personagem.

Esse retcon com Jean Grey certamente retira todo o impacto e peso dos atos dela, além de ser bastante incoerente julgá-la por algo que ela não fez. Outro aspecto que os fãs prefeririam esquecer é que a Fênix não é mais tão icônica quanto nos anos 80. O ser cósmico, que antes tinha uma única hospedeira, agora troca de mãos com uma frequência, até os Vingadores recentemente brigaram por ela.


5. Mercúrio e Feiticeira Escarlate

Pietro e Wanda

Embora este seja o quinto item da lista, é justo dizer que entre todas as coisas que vamos mencionar, esta é realmente marcante.

O Universo Ultimate foi concebido para atrair o público dos filmes dos X-Men nos anos 2000. Isso resultou em histórias com temas mais densos, adultos e, às vezes, bizarramente interessantes.

Nesse caso, estamos falando dos gêmeos Pietro e Wanda Maximoff, que tiveram uma cena de intimidade. Para piorar, Pietro sentia atração pela irmã porque ela se parecia com a mãe deles, Magda. E como se isso não bastasse, durante a cena, os gêmeos começam um ato íntimo enquanto Wolverine está escondido em um arbusto observando tudo. Você provavelmente está se perguntando “Por quê?”. A verdade é que ninguém sabe ao certo.


6. Wolverine assediador

Logam no Peter

Com o item anterior, torna-se evidente que Wolverine no Universo Ultimate enfrentava questões relacionadas à sexualidade. No entanto, invadir a privacidade de um “casal” não chega nem perto do fato muito mais sério de que o personagem foi retratado não apenas como um assediador, mas como um assediador pedófilo.

As investidas persistentes que Wolverine fez em Jean Grey irritaram tanto a mutante que, em Homem-Aranha Ultimate #66 e #67, vemos as consequências de suas ações. Para ensinar-lhe uma lição, Jean decide trocar a mente de Logan com a de um adolescente, mas acidentalmente coloca a mente do mutante no corpo do jovem Peter Parker. A história se desenrola até o final, revelando o que aconteceu no encontro entre (no corpo de Peter) e Mary Jane (que tinha apenas 15 anos).

Após Jean Grey desfazer a troca, Peter vai visitar Mary Jane, que já está reclamando com ele, dizendo que no dia anterior ele estava sendo um idiota. Peter se desculpa, sabendo que tudo foi culpa de Logan, mas fica surpreso com as palavras finais de Mary Jane. O que Mary Jane diz dá a entender que Logan tentou forçá-la a ter relações sexuais com ele, mesmo depois de ela ter negado várias vezes.


7. Noturno o padre fake

Noturno Padre

Uma das características mais marcantes da personalidade de Noturno é sua fé inabalável em Deus. É comum nos quadrinhos ver diálogos profundos sobre o certo e o errado na visão de Kurt, guiada por seus princípios religiosos. Durante o evento Guerra Santa, os fãs testemunharam esse aspecto religioso de uma maneira, no mínimo, curiosa.

Em certo momento das HQs, é revelado que Noturno começou a estudar para se tornar padre. Em Fabulosos X-Men #408, ele confirma que finalmente conseguiu, embora a cerimônia não seja mostrada explicitamente nas páginas. Chuck Austen assumiu as HQs em Fabulosos X-Men a partir da edição 410. Rumores sugerem que Austen não apreciava ver Noturno no papel de padre. Nas edições seguintes, o mutante passou por uma crise de fé, que eventualmente culminou em um retcon revelando que ele na verdade nunca se tornou um padre.

Nos quadrinhos, isso tudo foi uma trama dos membros da Igreja da Humanidade, que conseguiram criar uma ilusão na mente de Noturno, para que ele pensasse que se tornou realmente um padre. O plano deles no final era de alguma forma torná-lo Papa, depois revelá-lo como mutante, para causar a destruição da igreja católica e dos mutantes ao mesmo tempo. Dá para levar uma história dessas a sério?


8. A transformação de Fera no “cientista louco”

X-Men - Fera

Henry “Hank” McCoy é um dos membros fundadores dos X-Men, ao lado de Jean Grey. Ao longo dos quase 60 anos de história dos mutantes, ele protagonizou inúmeras HQs extremamente importantes. Assim como outros personagens, Fera evoluiu e passou por muitas mudanças ao longo dos anos, porém algumas dessas mudanças não foram exatamente bem recebidas pelos fãs.

Dos anos 60 até os anos 90, vimos o personagem mudar principalmente em sua aparência, enquanto sua personalidade simpática, carismática e amigável permanecia praticamente a mesma. No entanto, a partir dos anos 2000, houve uma mudança mais significativa na forma como o mutante foi retratado. No início do arco dos Novos X-Men, onde 16 milhões de mutantes foram exterminados, Fera é mostrado fazendo piada com os restos mortais de um dos mutantes falecidos. A partir daí, a personalidade do mutante começou a se transformar de maneira mais contundente.

Assim, vimos Fera ceder ao seu egocentrismo e colaborar com vilões como Dr. Doom, MODOK e até mesmo o Fera Negro de outra realidade. Arrogantemente, o mutante trouxe a versão do passado dos cincos X-Men originais para o presente, arriscando a destruição do multiverso, chegando ao ponto de Uatu, o Vigia, dizer que sentia nojo dele. No enredo “Caixa Fantasma“, Fera usa um laser para destruir toda uma realidade alternativa. Em Vingadores Secretos, ele destruiu uma cidade subterrânea. Os X-Men escaparam da Invasão Secreta porque Fera usou um patógeno para envenenar cada Skrull que invadiu a Costa Oeste, o que pode ser considerado genocídio. Isso sem mencionar seu envolvimento com os Illuminati, que cometeram genocídio multiversal. Mais recentemente, as experiências de Hank com os membros da nação de Terra Verde também trouxeram problemas aos X-Men. Enfim, o mutante se tornou alguém extremamente questionável.


9. Fanático e Mulher-Hulk

Fanático e She-Hulk

É consenso entre os fãs que o escritor Chuck Austen tomou decisões extremamente polêmicas em suas histórias dos X-Men. Incluindo o retcon do segundo Xorn, a história de Noturno como Papa e o episódio controverso do sexo entre Anjo e Escalpo na frente da mãe, Austen aparece quatro vezes nesta lista. A indignação dos fãs foi tão intensa neste caso que precisou de um retcon específico para desfazer essas histórias.

Em Fabulosos X-Men #435, Fanático é preso e seu julgamento é marcado. Para sua defesa, o vilão precisa de uma advogada, que é ninguém menos que Jennifer Walters, a Mulher-Hulk. A relação entre a advogada e seu cliente se desenvolve de forma íntima e eles acabam tendo uma noite de amor. Além do fato de Mulher-Hulk ser uma heroína defendendo um “vilão”, o envolvimento físico entre eles, embora legalmente não seja um crime, levanta questões éticas. No entanto, o que realmente chocou os fãs da época foi a visão do quarto de hotel completamente destruído após a noite.

A reação negativa dos fãs levou alguns escritores a brincarem com o acontecimento. Wolverine, por exemplo, recusou uma noite com Jennifer Walters, alegando que não se envolveria com alguém que ficou com Fanático. Apesar de todos continuarem afirmando que Mulher-Hulk tinha feito isso, a heroína sempre negou. O mistério só foi resolvido quando Jennifer conheceu uma versão alternativa de Mulher-Hulk de outra dimensão. Ao perguntar se foi essa versão que teve relações com Fanático, Walters finalmente descobriu a “culpada”. Desde então, o assunto parece ter sido superado.

É válido questionar se a reação seria a mesma caso tivéssemos um personagem masculino fazendo sexo com uma vilã feminina. Provavelmente não, pois há uma tendência cultural de julgar as ações de personagens femininas de forma diferente das masculinas em situações similares.


10. O boicote dos X-Men

X-Men (3)

Quem hoje vê os X-Men na vanguarda dos materiais de publicidade da Marvel Comics provavelmente não imagina o nível de descaso que a empresa teve com esses personagens há 7 ou 8 anos atrás. Isso ocorreu porque a Marvel Studios não detinha o controle criativo e de uso dos personagens para suas versões cinematográficas, que estava nas mãos da falecida 20th Century Fox.

O sucesso do UCM fez com que a Marvel Studios se tornasse a principal influência nas decisões dos quadrinhos. Como resultado, tudo que não estava sob os direitos cinematográficos da Marvel Studios passou a ser negligenciado. O elenco do Quarteto Fantástico foi dispersado em uma edição, mas os X-Men foram os mais afetados pelo boicote. Produtos licenciados como brinquedos e roupas deixaram de ser vendidos, e os mutantes pararam de aparecer em jogos, como no caso de Marvel Vs Capcom: Infinite. No entanto, nos quadrinhos, as coisas foram ainda piores.

De 2014 até o fim de 2018, a Marvel Comics iniciou um processo de boicote dos X-Men através da vilanização de alguns personagens e do apagamento de outros. Dois anos antes, tivemos a Saga Vingadores Vs X-Men, onde a divisão dos X-Men resultou em momentos memoráveis, como Wolverine se aliando aos Vingadores e acusando Ciclope de ser um assassino. Embora a história tenha conteúdo excelente, esse evento pode ter inadvertidamente estabelecido o cenário para o início da vilanização dos mutantes que caracterizaria o boicote nos anos seguintes.

Desse modo, tivemos a morte do mutante mais popular de todos, Wolverine. Posteriormente, houve um retcon que negou a paternidade de Magneto em relação a Feiticeira Escarlate e Mercúrio, embora Erik e Pietro sejam geneticamente idênticos. Além disso, removeram a mutandade de personagens como Garota Esquilo, Deadpool e Tremor, anteriormente considerados mutantes, definindo-os como Inumanos. As Névoas Terrígenas, que fortaleciam os Inumanos, tornaram-se mortais para os mutantes, criando um conflito entre as duas raças. Os Inumanos até ganharam uma HQ intitulada “Fabulosos Inumanos”.

Em Extraordinários X-Men, o Instituto Xavier foi transportado para o Limbo, um reino de dimensão infernal. Emma Frost, que já havia se redimido há muito tempo, foi retratada flertando com o genocídio dos Inumanos, assumindo um papel controverso de antagonista. Essas mudanças representaram apenas algumas das muitas alterações controversas que afetaram os mutantes nesse período.

Felizmente, agora que a Disney comprou a Fox, esse boicote não está mais vigente. No entanto, se você quiser entender melhor a situação do boicote e quem foi responsável por ele.


Dê a sua força ao meu trabalho: O site do Atualinerd é um projeto pessoal e preciso muito do seu apoio para manter a página ativa para continuar trazendo notícias e informações para você não perder a oportunidade de se manter informado sobre seu assunto favorito.

Como você pode nos ajudar? Leia mais das matérias aqui no site, e não bloqueie as propagandas pois são elas que pagam o trabalho dedicado, todas as propagandas são veiculadas diretamente do Google, e nenhuma é spam ou vírus.

Venha conhecer também o canal no YouTube – CLIQUE AQUI – Inscreva-se e fique sempre por dentro dos vídeos! Acesse e divirta-se!

 

Atilla Battezzati

Criador do site Atualinerd, casado, amo muito jogar vídeo game, assistir animes, ler mangás e quadrinhos, mega fã da Cultura Pop. Gosto muito de trocar ideias com as pessoas e agregar conhecimento como também aprender muito sobre as coisas da vida. Venha conosco e faça parte da nossa Família Atualinerd.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *