Séries

Resident Evil: Cancelamento da série foi inevitável

A série Resident Evil da Netflix falhou em quase todas as formas possíveis, tornando inevitável o cancelamento e a história não resolvida da primeira temporada, se tornando uma das piores adaptações já feita da franquia.

Resident Evil - Série Netflix

A série Resident Evil da Netflix foi cancelada após apenas uma temporada e, embora possa ser chocante que a adaptação tenha sido encerrada tão cedo (para nós que somos fãs não foi nenhuma surpresa), seu cancelamento foi inevitável. Absolutamente longe da primeira adaptação da popular franquia dos videogames, Resident Evil da Netflix estava definido para ser a próxima grande novidade do serviço de streaming, com os criadores do programa tendo planos ambiciosos para o futuro da série. Portanto, embora as notícias de que a segunda temporada de RE, não esteja acontecendo agora tenham sido divulgadas, ficou claro desde o início do programa que a adaptação da Netflix seria um FRACASSO.

A popular franquia dos videogames Resident Evil existe desde 1996, tornando-se uma das séries de jogos de survival horror mais populares de todos os tempos. Conhecida por seus zumbis e monstros transformados por vírus, a franquia Resident Evil consiste em 8 jogos principais, toneladas de spin-offs, sete filmes de ação ao vivo (que também são uma besteira absurda), vários filmes de animação (esses sim valem muito a pena) e programas de TV, quadrinhos, livros, peças teatrais e muito mais, e sem dúvidas RE está longe de parar. Embora a franquia tenha passado por uma série de adaptações, nenhuma dessas tentativas correspondeu fielmente aos jogos da franquia. Quando a série Resident Evil da Netflix foi anunciada pela primeira vez, muitos esperavam que finalmente fosse uma adaptação fiel, com o programa lançando grandes talentos como personagens proeminentes dos games, como o ator Lance Reddick apresentando um elenco promissor para Albert Wesker. No entanto, como os espectadores de RE da Netflix logo descobriram, o programa estava longe de cumprir esses desejos.

Após o lançamento, a série da Netflix foi instantaneamente criticada pelos críticos, decepcionando muitos fãs de longa data de Resident Evil (que já estão pessimamente acostumados com os fracassos em live-action) e fãs recém-chegados. A Netflix ficou conhecida por adaptações de videogames de sucesso como The Witcher e Castlevania, mas RE deixou muito a desejar. A série não funcionou como uma adaptação nem como uma história original, e as muitas maneiras pelas quais a série falhou tornaram inevitável a decisão da Netflix de cancelá-la.


Por que a Netflix cancelou Resident Evil

Resident Evil - Série Netflix

Quase no instante em que a série foi lançada, os espectadores foram às redes sociais para ridicularizar a série. Os usuários zombaram com capturas de tela que mostravam seu diálogo horrendo, como a infame referência à fanfic de Zootopia. Aqueles já familiarizados com a série Resident Evil não foram os únicos que a odiaram; os críticos criticaram a série por sua narrativa confusa e desempenhos ruins. Embora o programa tenha sido bem-sucedido em termos de audiência (que eu duvido que isso tenha acontecido), muitos que o assistiram aparentemente só o fizeram para ver o quanto foi um desastre. RE também foi lançado durante um período de instabilidade para a Netflix, com um grande número de assinantes cancelando suas assinaturas devido à falta de conteúdo de qualidade. A série estava programada para ser um dos próximos grandes shows da Netflix e, em um momento em que a empresa manter sua qualidade é crucial, só faz sentido cancelar o programa imediatamente.


Os problemas com a adaptação de Resident Evil da Netflix

Linker

Enquanto RE da Netflix tentou adaptar os elementos do jogo, a execução foi uma verdadeira bagunça. O show acontece em dois períodos de tempo diferentes, com cada episódio dividindo o tempo entre os dois: 2022, que segue Albert Wesker e suas filhas vivendo na cidade de New Raccoon City da Umbrella Corporation, e 2036, o futuro em que o T-Vírus reduziu a humanidade para algumas centenas de milhões. Ambos os períodos de tempo ocorrem após os eventos dos jogos Resident Evil, o que significa que a série tem uma história original que gira em torno dos Weskers. Embora as adaptações de videogames exijam enredos originais, Resident Evil é aquele que tem uma infinidade de histórias ricas e personagens amados, nenhum dos quais foi devidamente adaptado. Personagens como Leon S. Kennedy, Chris Redfield, Jill Valentine, Barry Burton, Ethan Winters e muitos outros que formam uma lista enorme e não foram explorados, com os filmes live-action de Resident Evil ignorando os videogames, e a expansiva série da Netflix teria sido a oportunidade perfeita para contar essas histórias clássicas. No entanto, a série optou por tentar adaptar uma história confusa e desinteressante que não parecia nada como uma adaptação adequada que Resident Evil deveria ter.


O que uma adaptação de Resident Evil precisa para acertar?

Resident Evil

A principal coisa que uma adaptação de Resident Evil precisa fazer para ter sucesso é abraçar o que a franquia já é, os games levam as suas histórias muito a sério criando uma atmosfera que os fãs já conhecem e são apaixonados. Castlevania abraçou a tradição e o tom dos jogos e, embora possa parecer bobo às vezes, funciona porque os jogos já têm aspectos desse tom e, portanto, o público ama. As adaptações de Resident Evil não precisam fazer nenhuma mudança para parecer legais com os fãs recém-chegados. Em vez disso, ele deve trazer mais da essência do clássicos do videogame da franquia que já existe em Resident Evil, focar mais no suspense e no terror com pitadas de ação e abraçar a tradição labiríntica que os jogos criaram cuidadosamente.

Outra coisa que ajudaria futuras adaptações de Resident Evil (e esperamos que acertem dessa vez) seria apenas adaptar as histórias dos jogos. Resident Evil 2, 4 e 7 têm histórias que são boas o suficiente para preencher duas temporada de episódios, lembrando também de RE1, RE3, RE5 e RE6 ou seja, material para adaptar fielmente e brincar nas entrelinhas tem de sobra, e a Netflix deveria simplesmente ter retirado desses jogos. Além disso, os protagonistas de Resident Evil são fundamentais para o que faz a franquia funcionar. Os jogos mais amados da série se concentram em Leon e Ethan. Grande parte da diversão dos jogos vem de ver esses personagens aparentemente medianos em seus começos enfrentarem imensas ameaças e terem sucesso; personagens como este dão o seu coração. Os jogos que se concentram em ser legais, realistas e cheios de ação são os menos populares da franquia como RE5 e RE6, mas parece que esses são os únicos tipos de histórias de Resident Evil que os estúdios querem adaptar e ainda o fazem de modo totalmente errado. A Netflix tentou criar o seu próprio Resident Evil em algo que os jogos nem de longe são, e foi isso que tornou seu fracasso e cancelamento inevitável.


Divulgação: O site do Atualinerd é um projeto pessoal e precisamos muito do seu apoio para manter nossa página ativa para continuar trazendo notícias e informações até você. Inscreva-se em nosso canal no YouTube e nos ajude a chegar a Mil inscritos → CLICANDO AQUI ← Sua ajuda é extremamente importante para que possamos dar continuidade ao nosso trabalho.

Adquira também o curso do CyberClass através do nosso link clicando → AQUI, conheça a maior plataforma de cursos online que te ajudaram a turbinar muito o seu currículo e te ajudar a ganhar dinheiro pela internet.

Atilla Battezzati

Criador do site Atualinerd, casado, amo muito jogar vídeo game, assistir animes, ler mangás e quadrinhos, mega fã da Cultura Pop. Gosto muito de trocar ideias com as pessoas e agregar conhecimento como também aprender muito sobre as coisas da vida. Venha conosco e faça parte da nossa Família Atualinerd.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *